quinta-feira, 29 de junho de 2017

LARINHO - Livro e CONVITE













Lançamento do livro Larinho – Torre de Moncorvo,
de Álvaro Leonardo Teixeira, António Júlio Andrade,
Dorbalino dos Santos Martins, José Manuel Remondes,
Luís Miguel Lopes, Maria Amélia Madaleno,
Maria C. Cordeiro Salgado e Rui Leal Leonardo.

Dia 2 de Julhodomingo, pelas 17:00 horas, na Igreja Matriz do Larinho, Torre de Moncorvo.



«Numa época em que tudo convida as pessoas a esquecer as suas raízes na terra e a comunidade humana a que pertencem, transformando-se em nómadas acampados em apartamentos, gostaria que a “diáspora Larinhata” fosse um exemplo de amor à sua terra, de respeito pelos seus antepassados e paixão pelos valores culturais do passado coletivo.
Num mundo moderno em que a comunicação circula por invisíveis auto-estradas, imagino um emissor plantado no Larinho de onde enviamos este livro feito mensagem de amizade e gratidão para todos os que aqui nasceram mas foram dar a vida em chãos estranhos, dentro ou fora do País. Este livro pretende ser um meio de nos mantermos ligados uns aos outros, na emigração ou na “pátria pequena”, uma oportunidade de continuarmos a viver o Larinho em qualquer parte do mundo. Sim, as aldeias, por vezes, também morrem. Mas nós não queremos que o Larinho morra.»
António Júlio Andrade,
da Saudação


Álvaro Leonardo Teixeira é natural do Larinho. Foi professor do Agrupamento de Escolas de Torre de Moncorvo e Diretor do Centro de Formação Intermunicipal do Douro Superior, (1992-2008). Diretor do CFAE do Tua e Douro Superior, (2008-2011), foi igualmente professor de História e de Literatura Infanto-Juvenil, na Escola Superior Jean Piaget do Nordeste, em Macedo de Cavaleiros. Autor de Um Ocidental AcidentalQue estranho mundo esse, Nadiá! e “Crónicas do Tempo que Passa” no jornal Terra Quente.
António Júlio Andrade nasceu em Felgueiras, Torre de Moncorvo, em 1947. Casou no Larinho e aí fixou residência. Professor do ensino secundário durante 10 anos, técnico da biblioteca municipal de Torre de Moncorvo e diretor do jornal Terra Quente. Com Maria Fernanda Guimarães dedicou-se ao estudo da memória judaica em Trás-os-Montes, com 10 livros e centenas de artigos publicados. Foi vencedor da 1.ª edição dos prémios conservação da natureza e do património cultural.
Dorbalino dos Santos Martins nasceu no Larinho, em janeiro de 1948. Quando tinha 4 anos, foi para Lisboa onde o pai fora colocado e, mais tarde, para a Vila de Cinfães. Começou a frequentar o ensino liceal em Lamego e concluiu-o na Figueira da Foz. Matriculou-se em Medicina, curso que abandonou ao fim do 1.º ano para ingressar na Academia Militar. Frequentou e concluiu Clássicas e História, dedicando-se depois ao ensino. Desde 1995 assumiu a direção do externato “O Bambi” em Lisboa.
José Manuel Remondes nasceu em Junho de 1948, no Hospital Rainha D. Amélia, em Torre de Moncorvo. Frequentou a escola de instrução primária e fez exame da 4.ª classe com a Sª Pª Elisa Nunes. Começou a trabalhar na construção civil com 12 anos. O serviço militar foi cumprido em Lisboa, no Trem Auto, durante três anos. Emigrou depois para a França, vindo casar no Larinho. Logo de seguida emigrou para a Holanda e lá lhe nasceram as duas filhas que tem. Regressou a Portugal em 1981 e fez-se empresário de construção civil, até se reformar.
Luís Miguel Lopes nasceu em 1974. Passou toda a sua infância e adolescência em Torre de Moncorvo. Licenciou-se em Antropologia, com Pós-Graduação em Desenvolvimento Local, Território, Sociedade e Cidadania, e, atualmente frequenta o Mestrado em Administração Autárquica. O seu percurso profissional tem passado pelas áreas da Cultura, Turismo e Formação Profissional. A fotografia de paisagens é um dos seus principais passatempos ao qual alia o gosto pela natureza, sendo Torre de Moncorvo a sua principal fonte de inspiração.
Maria Amélia Madaleno Cabeleira nasceu em dezembro de 1962, no Larinho. Frequentou a Escola Secundária de Torre de Moncorvo até ao 12.º ano de escolaridade. Concluiu o Curso de Educadores de Infância em 1988, no Magistério Primário de Bragança, e em maio de 2000, o Curso de Complemento de Formação Científica e Pedagógica em Educação de Infância na Escola Superior de Educação Jean Piaget/Nordeste. Atualmente, encontra-se a lecionar no Jardim de Infância de Cabanas de Baixo.
Maria da Conceição Cordeiro Salgado, embora tivesse nascido e estudado em Torre de Moncorvo, onde frequentou o Colégio Campos Monteiro, o Larinho foi realmente a sua Terra Mãe, aqui passando os melhores dias da sua infância e adolescência. Prosseguiu os seus estudos no Liceu de Bragança e depois no Porto, onde se licenciou em História. Possui o Mestrado em História das Populações e uma Pós Graduação em Relações Internacionais. É, atualmente, investigadora do CEPESE-Centro de Estudos de População, Economia e Sociedade. Foi professora do ensino secundário.
Rui Leal Leonardo, residente em Torre de Moncorvo, sendo parte da sua família paterna oriunda de Larinho. Arqueológo, em 2013 apresentou tese de Mestrado na Universidade do Porto, com o título O Baixo Vale da Vilariça entre o Antigo Regime e Liberalismo. Território, Propriedade e Culturas. Tem desenvolvido trabalhos na região, no âmbito da Arqueologia, História e Etnografia.


Sem comentários:

Enviar um comentário