sexta-feira, 23 de junho de 2017

O fim, por Tiago Patrício

Fotografia:Lb
Percorro toda a infância com a memória de um ritual de bestas e homens rudes, de vozes graves, de velhas de xaile preto à porta de casas de pedra lascada, de cães de lo crespo e gatos pretos escondidos no buraco das portas de madeira. Subo por essa rua enlameada com umas botas de borracha vermelhas três meros acima, que destoam na paisagem cinzenta em que sonho o princípio da terra. Sinto as pernas presas no lodo das chuvas de Outubro, como agora as mãos amarradas ao curso livre da história, fico instantes que são gerações no meu tempo pesado e na minha carne vestida de negro a escutar as carroças na calçada, com uma música que ecoa na distância de um embalo.
Aguardo pelo Inverno, quando o sol aquece todos os dias e a luz carameliza nas rugas a memória das coisas que se esqueceram entre os concílios do arrasto e da citica.

Trás-os-Montes mantém um espaço inacessível dentro das casas e dos habitantes e uma reprodução desse tempo agreste traz a marca trágica de uma quebra na relação com a natureza, como um cântico final ao desaparecimento do ser humano.
Tiago Patrício

7 comentários:

  1. Ao colaborar nos farrapos Tiago Patrício contribui para elevar mais este belo site da nossa terra.Escreve muito bem e é motivo do nosso orgulho.Escreva mais e aqui também,o seu livro 1975 é um marco na literatura transmontana.
    Leitor

    ResponderEliminar
  2. Tiago. Permite que te dê os parabéns. Não para que fiques vaidoso. Mas para ganhares mais coragem e dedicação às letras. Escreves muito bem e usas uma linguagem muito trasmontana, de palavras simples, de pão e terra. Abraço. J. Andrade

    ResponderEliminar
  3. E o Rentes de Carvalho a ver-se ultrapassado pela criatividade da juventude.Carviçais 1Estevais de Mogadouro 0
    Jacinto

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com apoiantes assim vale a pena. Obrigado.
      Tiago

      Eliminar
  4. Faço minhas as palavras do Leitor.Parabéns ao Tiago e continuo a enriquecer este blog que é de todos os Transmontanos de que tanto nos orgulhamos de ser.
    Leitora dos Farrapos de Memória

    ResponderEliminar
  5. Os textos do Tiago Patrício, pela sua excelência, enriquecem os "Farrapos de Memória" e enriquecem os seus leitores.

    Abraço
    Júlia Ribeiro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado e igualmente.
      Um abraço.
      Tiago

      Eliminar