quinta-feira, 28 de março de 2013

EMPADA DE MONCORVO

1kg de farinha/1 colher de sopa de sal/100g de pão em massa/2,5dl de água 25g de fermento de padeiro/8 ovos/1,25dl de azeite/125g de manteiga 500g de presunto/100g de salpicão/100g de linguiça (chouriça de carne) 50g de toucinho/1 ovo.
 1.   Peneira-se a farinha com sal para um alguidar
2.   À parte, desfaz-se o pão em massa com a água tépida, junta-se o fermento de padeiro e desfaz-se conjuntamente. Esta preparação é adicionada à farinha, misturando-se tudo
 3.   Juntam-se os ovos, passados por água morna, o azeite e a manteiga. Amassa-se tudo, juntando ou mais farinha ou água tépida, de modo a obter-se uma massa com a consistência da massa do pão         
  4.   Põe-se a levedar, quando a massa se apresentar rendilhada (dobrou o volume) divide-se em duas partes, sendo uma maior e outra mais pequena. Estende-se a mais pequena em formato redondo do tamanho aproximado de um prato. Dispõem-se as carnes cortadas em fatias finas sobre a massa não devendo chegar aos bordos
 5.   Estende-se então a segunda parte de massa e com ela cobrem-se as carnes metendo os bordos por baixo da primeira rodela de massa de modo a que as carnes não se escapem. Deixa-se a massa levedar novamente, pincela-se a superfície com ovo batido e leva-se a “EMPADA” a cozer em forno bem quente (200ºC) 
 Uma receita  retirada do livro “Festas e Comeres do Povo Português”Da autoria do nosso  conterrâneo Afonso Praça, de Maria de Lurdes Modesto e de Nuno Calvet. Enviado pelo Camané e publicado em 20/04/12

15 comentários:

  1. Augusta escreveu:
    "obrigada pela receita deve ser mesmo uma delicia ,diferente do folar,mas bastante parecida por causa das carnes,mas ai o colesterol,,,"

    ResponderEliminar
  2. Abiliojosepereira Pereira a minha esposa fá-las só com fiambre

    ResponderEliminar
  3. Emilia Frade: para não fazer mal só se come um pedacinho e o resto se dá a quem é mais novo

    ResponderEliminar
  4. Conceição: Que conversa gostosa aqui se formou!! Se forem ao blogue, a receita está lá completa. Já copiei. Alguém me sabe dizer como é que se passam os ovos por água morna? Aparece no ponto 3. Obg. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Carla:para a massa não ficar tão fria e assim levedar mais depressa.

      Eliminar
  5. Temos de perguntar a Maria de Lourdes Modesto.Vale!

    ResponderEliminar
  6. Augusta : olá conceiçao ferreira eu penso k se partem os ovos para uma vasilha e depois mete-se essa vasilha dentro doutra k comtem agua kente e vao-se mexendo os ovos para nao cozerem ,faz-se isto ate estarem mornos

    ResponderEliminar
  7. Conceição escreveu:
    "Olá Augusta! Muito obrigada pelo seu esclarecimento. Faz todo o sentido... eu é que não tenho muito traquejo neste tipo de culinária mais elaborada ou menos rotineira, chamemos-lhe assim. Vou anotar :)"

    ResponderEliminar
  8. Maria da Conceição Serra20 de abril de 2012 às 10:55

    Quanto à duvida da Conceição Ferreira,posso dizer, o que via fazer em casa dos meus Pais e não só.Os ovos com casca,eram colocados num alguidar,com água quente,não muito, para não cozer ,para ser mais fácil levedar, por irem mornos, para a massa.
    Se ajudou a minha resposta,há que experimentar e deliciar-se.Eu pessoalmente não aprecio muito,embora tenha consciência que é um bom cartão de visita, para a nossa terra.Um beijo para Conceição e para a Augusta,que não sei se conheço,ou me conhecem,mas seremos conterrâneas.

    ResponderEliminar
  9. O lá meus amigos blogueiros!
    Já agora, e porque aprecio tudo o que é nosso,e depois de dar os parabéns ao Camané, aí vai a minha receita, que é igual, sem utilizar a referida massa do pão, que não percebo a sua importância.Pois bem: eu misturo à farinha os ovos, a manteiga, o fermento,o sal, um pouco, quase nada, porque as carnes já têm o sabor pretendido, a àgua morna, o azeite. Amasso tudo e fica a levedar.Resulta!Depois tende-se a massa e junta-se a carne. Essa dica dos ovos,também é um pormenor muito importante.Então bom apetite!
    Tininha

    ResponderEliminar
  10. A receita do camané é a mais genuína.. A massa de pão funciona como uma espécie de fermento.. Já o fazia a minha avó, a minha mãe, eu e talvez as minhas filhas. De qualquer maneira quando nao há essa massa nao faz mal, sem ela fica bom na mesma.. Agora que esta a chegar a Páscoa espero que o "Coelho" tenha uma grandiosa dor de dentes e nao possa saborear o nosso folar ou empada como lhe queiram chamar.

    ResponderEliminar
  11. Sonja Silva Simões escreveu: Vou experimentar..

    ResponderEliminar
  12. José Falcão escreveu: Lelo, um abraço, é muito gostoso sempre ver as delicias e fotos da nossa terra, nasci em Serapicos de Vimioso, mas já estou no Brasil há 60 anos, São Paulo.

    ResponderEliminar

  13. Fernando Morais escreveu:da xeringalha ou da isabel da corredoura....

    ResponderEliminar
  14. Antunes Laurinda escreveu: Partilhei e roubei a receita, obrigado e uma boa Pascoa

    ResponderEliminar