segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

TORRE DE MONCORVO - CARVALHAL (1962)


7 comentários:

  1. isso de recorrer ao hospital de moncorvo, foi há muito muito tempo; agora...é o que temos...nada!

    ResponderEliminar
  2. ...Nem transportes para os hospitais

    ResponderEliminar
  3. Tudo isto se passou em 62.Ainda há familiares e amigos que acompanharam este acontecimento.Seria interessante que contassem como se passou e se foi curado em moncorvo ou teve que ir para o Porto ?

    ResponderEliminar
  4. Passados quase 50 anos, pode-mos dizer que ainda estamos pior em relação aos hospitais...
    E pena ...
    E triste ...
    E o nosso paìs ...

    ResponderEliminar
  5. Sim, tínhamos um hospital de vanguarda em Trás-os-Montes, por essa altura... Hoje, os de Macedo, Mogadouro, Fozcôa... comeram-nos as papas na cabeça.Na semana passada vi um doente de Moncorvo ser levado para Mirandela e dali para Braganaça. Voltou e dois dias depois levaram-no para a Fozcôa e dali para a Guarda!... Pobre Moncorvo!

    ResponderEliminar
  6. O doente que à tarde estava no hospital da Guarda, terá sido transferido para Mirandela, segundo me informaram. Tal transferência ter-se-á baseado nas necessidades do doente ou imposta pelas burocracias do nosso sistema de saúde hospitalar?!!!!!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  7. Todos os comentários revelam profunda tristeza e muita indignação.
    Para quando a revolta?

    Júlia

    ResponderEliminar