quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Museu do Côa finalista do Museu Europeu do Ano

O Museu do Côa, no Douro, o Hotel-Museu do Convento de São Paulo, no Redondo, e o Centro de Interpretação do Vulcão dos Capelinhos, nos Açores, estão entre 46 nomeados para o Prémio do Museu Europeu do Ano 2012.
O prémio é atribuído anualmente pelo European Museum Forum (EMF), organização sem fins lucrativos criada nos anos 1970 para promover a qualidade das instituições museológicas, e que funciona sob os auspícios do Conselho da Europa.
Fonte: Diário Digital / Lusa




Alminhas

Alminhas na freguesia de Paradela, concelho de Miranda do Douro.

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Estevais - morreu o Manuel

Foto enviada por Paulo Silva.






Faleceu Manuel Meireles, vitima de um acidente na noite de 24 para 25, às 05,30h .Vivia em França e  regressava aos Estevais para passar o Natal com a família.Tinha 44anos.A foto mostra o estado em que ficou a viatura.Partilhamos com a família e amigos a sua dor.

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Horta da Vilariça - Eurico Corvacho,capitão de Abril

Eurico Corvacho, antigo capitão de Abril e membro do Conselho da Revolução (CR), morreu quarta-feira em Lisboa, "vítima de doença prolongada", anunciou a família.
Conotado com a chamada Esquerda Militar (ligada a Vasco Gonçalves) e com o PCP, Eurico Corvacho foi comandante da Região Militar do Norte (RMN) durante o Verão Quente de 1975, tendo sido substituído por Pires Veloso, "moderado" que tinha acabado de regressar de S. Tomé e Príncipe, onde hasteou a última bandeira portuguesa.
Corvacho foi alvo, nessa função, de várias críticas, nomeadamente do PS - que a 27 de Agosto havia promovido uma manifestação contra a sua permanência à frente da Região Militar Norte (RMN).
Em Março de 1975, ainda na chefia da RMN, Corvacho participou numa conferência de imprensa difundida em direto na RTP em que invetivou contra a existência de organizações oposicionistas de direita ao processo revolucionário em curso.
Por Lusa

Dados enviados por António J.Andrade:
Data de nascimento - 30.07.1937
Localidade - Horta da Vilariça
Pai - Durbalino Augusto Corvacho
Mãe - Maria Vitória Jorge
Casou com Mary Josephine Chandavoine Corvacho, da qual veio a divorciar-se.

FILHOS DE UM DEUS MENOR


Faça download do ficheiro em PDF
Paginação: Luís Teixeira

Maquinista avinhado!!! , por Arnaldo Massa

 Em tempos que já lá vão o ti “Putória”, homem de bom apetite para as moçoilas, ( daí a alcunha que o povo freixenista lhe atribuiu), resolveu num belo e solarengo dia ir à afamada feira de Moncorvo, mas desta vez no pachorrento e fumegante comboio que vinha de Duas Igrejas ( Miranda do Douro) até ao Pocinho. Apanhou  uma boleia de casa até à estação de Freixo a qual distava 15 Km e aí tomou o comboio que o levaria até Moncorvo.
 O maquinista,  de seu nome Trindade, homem de boas pingas e petiscos,  sem pressas, pouco cumpridor de horários, em tudo que eram estações e apeadeiros lá parava a traquitana e zás…quase toda a minha gente saía e…toca!!!…vamos a copos e pataniscas, e mais meia de conversa fiada.
O Trindade era o ” mestre da banda”  e o maior vencedor nos copázios de três,  dum tinto bem graduado.
Mas a viagem  tinha que continuar:  mais estações e apeadeiros e o faduncho continuava por aí  adiante e cada vez mais o álcool lhes toldava a cachimónia especialmente à do nosso maquinista.
“ O comboio até voava,  dava saltos como daqui até ao canto da sala” -  dizia o ti “Putória” para os netos e amigos a quem contava a inédita viagem.
 A certa altura, o comboio tinha, obrigatoriamente,  que parar na estação de Carviçais.  Só que a ” bolina” era tanta,  que o maquinista Trindade nem sequer se apercebeu dos violentos movimentos da bandeira vermelha e dos estridentes apitos de perri…  perri…  perri... que o chefe da estação lhe fazia para o obrigar a parar.
De súbito, o amigo Trindade deitou a cabeça de fora da janelinha da máquina  e,  virado para o chefe,  respondeu-lhe em tom bem alto e altivo:
-Qual perri… perri…  qual  cara…ho!!!  Isto tem rodas é  prá andar…
E dizia o ti “Putória” que aquilo foi um ver se te avias …  só pararam em Moncorvo.

-O Arnaldo Massa contou, a Júlia vai ler.

NOTA -- Amigos Blogueiros:  A Júlia leu e  riu à gargalhada.  Entretanto, a Júlia  lembrou-se que alguém, em comentário, já perguntou se são apenas as mulheres a escrever.  Como vêem,  (pois sei que todos vão ler e comentar) aqui temos um homem a contar uma estória das antigas, falando de homens muito machos  e de um modo muito … vivo.  Eu já me diverti  .  Agora é a vossa vez.J.R.

VILA VELHA

In "A Derruida ou Vila Velha de Santa Cruz da Vilariça", de J.R. dos Santos Júnior.
Ler mais :



Nordeste Transmontano -Efemérides (22,,23,24,25,26/12)

22.12.1895 – Nota da Caderneta de Lembranças:
Igreja Matriz
-domingo, pela manhem assim que a gente acabou de sair da missa dalva caiu uma pedra da abóbeda no meio da Ygreja foi um milagre de deos, ella não cair quando a gente estava no meio da missa, porque se ella cai nesta ocasião talvez ficaça alguma pessoa esmagada debaixo della.
  22.12.1931 – Criação da Associação de Socorros Mútuos dos Artistas Macedenses.
23.12.1860 – Petição da câmara de Moncorvo dirigida a el-Rei:
Júlio M. de O.Pimentel
Senhor! A câmara municipal do concelho de Moncorvo, confiada na ilustração do governo de Vª Majestade e nos seus desejos constantemente manifestados de melhorar as condições dos povos e promover os melhoramentos materiais do País, vem pedir submissamente a Vª Majestade o estabelecimento de uma Estação Telegráfica nesta vila (…) utilizando o fio eléctrico que atravessa esta província por Vila Real e Mirandela (…) para facilita as relações internacionais (…) continuando o fio eléctrico para Salamanca e Madrid (…) esta vila é única na Província que tem uma Companhia de seguros; uma Fábrica de Sabão e a esperança de ter, dentro em pouco, um grande estabelecimento de Fiação de Seda… 23.12.1857 – Nomeação de Júlio Máximo de Oliveira Pimentel para o lugar de director do Instituto Agrícola e Escola Regional de Lisboa.
23.12.1894 – “O Moncorvense” noticia o casamento em Carviçais do sr. Joaquim de Campos, filho do sr. Francisco de Campos, com D. Carolina de Andrade Salgado, filha do falecido sr. Eduardo Andrade.
23.12.1911 – Classificação do Reboredo como Mata Nacional.

NOTA: veja as efemérides dos dias 24,25 e 26 em Ler mais.



Regresso do trabalho

Regresso a casa depois de uma manhã de trabalho.
Pinhal do Norte, Carrazeda de Ansiães.

BOM APETITE

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Centro de Alto Rendimento (CAR) de Remo do Pocinho


O presidente da Câmara de Vila Nova de Foz Côa classifica o futuro Centro de Alto Rendimento (CAR) de Remo do Pocinho, como “ fundamental” para o desenvolvimento desportivo e turístico do Douro Superior.
Gustavo Duarte disse à Lusa que a conclusão da obra está prevista para Maio de 2012, e se for concluído dentro do prazo, algumas selecções europeias de remo poderão usufruir do novo equipamento para treinos com vista aos Jogos Olímpicos de Londres.
O novo equipamento desportivo e de lazer está orçado em cerca de sete milhões de euros e ficará situado em junto ao rio Douro, nas proximidades da localidade de Pocinho.
“Houve várias selecções europeias que vieram estagiar para o Pocinho e consideram o local, como um dos melhores do mundo para a prática do remo”, assegurou o autarca.
Na opinião de Gustavo Duarte, o CAR será o investimento mais “importante” dos últimos anos no concelho de Vila Nova de Foz Côa, apenas superado pelo Museu do Côa.

Nordeste Transmontano -Efemérides (21/12)


21.12.1895 – No seguimento da herança de Manuel Seixas para a criação de um escola em Moncorvo, deliberou a câmara que se “restaurasse a antiga cadeira de instrução secundária, anexa ao liceu de Bragança, regida pelo professor bacharel Augusto Duarte Areosa, devendo este professor ser colocado com o ordenado de 400 mil réis na cadeira que se criar, com o rendimento das inscrições deixadas pelo referido Par do reino”.
21.12.1909 – Grande cheia no rio Douro. Passou por cima da ponte do Sabor, nas proximidades da Vilariça e derrubou a “sólida e antiga ponte de Marzagão”, termo de Carrazeda.
21.12.1933 – Publicação do decreto nº 23383 classificando a vila de Torre de Moncorvo como “estância turística”.
21.12.1949 – Ofício do procurador da república de Moncorvo para o director da PIDE:
- Em referência ao ofício de 14 do corrente, informo Vª Exª que a identidade completa dos indivíduos arguidos em processo crime por ofensas e desacatos à religião levados a cabo na madrugada de 26 de Março de 1948, é a seguinte: Armindo Augusto Veiga, solteiro, de 19 anos de idade, barbeiro, natural e residente em Urros, filho de Amândio Augusto Veiga e  Adelaide Beatriz Belchior; Tomás José Canastra, solteiro, jornaleiro, 24 anos, natural e residente em Urros, filho de José Joaquim Canastra e e Maria do Carmo Urbano; Mário Ernesto Alves, “o Badão”, solteiro jornaleiro, 20 anos, natural e residente em Urros, filho de António Joaquim Alves e Maria Augusta Madeira; Amândio Augusto Sebastião, “o Cananeia”, solteiro, 24 anos, lavrador, natural e residente em Urros, filho de Francisco Manuel Sebastião e Margarida de Jesus Canastra; José Augusto Dias, “o Machoca”, solteiro, jornaleiro, 20 anos, filho de António Maria Dias e Maria do Espírito Santo Mina, natural e residente em Urros; Abílio Augusto Azevedo, “o Carinhas”, solteiro, jornaleiro, 23 anos, natural e residente em Urros, filho de Emílio Augusto Azevedo e Maria Joaquina Alegra. Mais informo Vª Exª que a identidade de Abílio Cordeiro é completamente desconhecida neste tribunal.
António Júlio Andrade

Urros no Natal , por Luis Henrique



O autor
Na terra da minha avó as pessoas são educadas. Um dia havia um menino chamado Daniel que estava num motel a passar as férias de Natal. Depois do jantar foi para a cama na esperança de ser um dos meninos a ver o Pai Natal. Quando chegou à cama ,em vez de dormir, ficou acordado. Quando o Pai Natal chegou, ele ouviu um barulho estranho, então levantou-se e perguntou-lhe:
-O senhor é mesmo o Pai Natal?
-Sim, meu rapaz.
Como o Pai Natal estava muito cansado, ele perguntou-lhe:
-Queres ser ajudante do Pai Natal?
-Sim!
Então o Pai Natal deu-lhe uma poção mágica e ele transformou-se em duende!
De manhã a mãe leu uma carta que dizia assim:
-Querida mãe, eu fui de viagem com o Pai Natal, para o Pólo Norte, ajudar o Pai Natal na distribuição de brinquedos. Eu vou distribuir prendas para os meninos pobres e ricos ,especialmente para os pobres. Para ver meninos felizes como eu!
No Pólo Norte, na fábrica de brinquedos, lá estava o Daniel a fazer a preparação de brinquedos para o Natal em Marte!
Em Marte, no meio-dia, meia-noite na Terra, lá passaram eles e distribuíram os presentes todos,
Eles deram a volta ao Universo inteiro! Tornando-se famosos e o Daniel a receber um Prémio! o qual se chamava:
-O melhor ajudante do Pai Natal: conseguido por distribuir presentes pelo mundo inteiro!
A família ficou orgulhosa porque fez o que tinha prometido (especialmente aos pobres) escrito na carta.
Autor :
Luís Henrique  (8 anos de idade)
Para a Avó Julia,para a Tininha e para todos.

Bom Natal

Bjs,Luis Henrique

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

LINHA DO SABOR - Moncorvo e a ponte do Pocinho












Fotografias enviadas por António Feijó.

ECOPISTA DO SABOR - TORRE DE MONCORVO

Ecopista do Sabor. Começa em Torre de Moncorvo, no cruzamento da EN325 com a antiga linha ferroviária.
Termina pouco depois de Carviçais, junto à EN220.
Extensão:
24.700 metros.
Caracterização do Percurso:
Utilizando uma antiga linha ferroviária, o Percurso de Torre de Moncorvo liga a sede do concelho à aldeia de Carviçais, palco do tradicional Festival Rock.
A Ecopista que se desenvolve em toda a sua extensão no sopé, Norte/Nascente, da Serra do Reboredo oferece uma nova Rota turística, ecológica e desportiva, vocacionada para o lazer.
Envolvência e Pontos de Interesse:
Desfrute da excepcional paisagem do Vale do Sabor e da Serra do Reboredo fazendo uma pausa nos vários Miradouros disponibilizados ao longo de todo o percurso e aprecie as aldeias de
Larinho, Carvalhal e Carviçais, atravessadas pela Ecopista. Descubra o Convento Carmelo da Sagrada Família, de Torre de Moncorvo, as Minas do Carvalhal ou a Albufeira de Vale Ferreiros.

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

1º Torneio de Natal de Petizes e Traquinas

 Estes escalões participam em torneios, organizados pelos clubes, visto que não têm ainda campeonato.

Petizes - nascidos em 2005 e 2006 (5 e 6 anos)
Traquinas - nascidos em 2003 e 2004 (7 e 8 anos)
Clubes/Escolas participantes :
Geração Benfica de Bragança, GD Moncorvo, SC Mirandela, GD Cachão, Montes Vinhais e Escola de Futsal Arnaldo Pereira
Nota:texto e cartaz enviados por Sílvio Carvalho

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Escola Crescer x GD Moncorvo > 3 – 6

Em cima: Daniel, Dipi, Ruben, Vicente, Diogo, Sílvio Afonso (Treinador)
Em baixo: Canadas, Kevin, Jorginho, Álvaro, Tiago, Júnior, Cadete


Os infantis do GD Moncorvo, estão a fazer um brilharete no respectivo campeonato. Após 7 jornadas realizadas, ainda não perderam qualquer jogo. Refira-se que estão em competição 16 equipas, neste disputadíssimo campeonato e o GD Moncorvo segue em 1º lugar isolado. Parabéns aos miúdos, venham vê-los jogar ao nosso estádio, pois estão aqui futuros craques.
VER:
http://gdmoncorvo.bloguedesporto.com/
Nota: foto e texto enviados por Sílvio Carvalho

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

GD Moncorvo x Minas Argozelo > 2 – 0

Em cima: André Pinto, Zé Borges, Cardeal, Nuno, Sílvio Afonso, Mila
Em baixo: Alexandre, Micael, Pedro Borges, Paulo Dores, Luis Alves

Os seniores do GD Moncorvo, venceram no pretérito fim de semana o Minas Argozelo 1º classificado da divisão de honra da AF de Bragança, encurtando para 2 pontos a diferença para esta equipa, Está pois o GD Moncorvo, em boa posição para assim continuar a acalentar esperanças de renovação deste título distrital. O GD Moncorvo venceu por 2-0. De relevar que na equipa inicial do GD Moncorvo, apenas Paulo Dores e o guarda redes Nuno é que não pertencem à formação do GD Moncorvo.


Nota:texto e foto enviados por Sílvio  Carvalho.

TRÁS OS MONTES -QUALIDADE

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

RIO DOURO - FOZ DO SABOR

MONCORVO - UM NATAL COM ALMA

Como já vem sendo hábito nesta época festiva, o Alma de Ferro - Grupo de Teatro preparou para si, uma peça de natal que irá estrear na próxima quinta-feira, 8 de Dezembro, por volta das 15h00, no palco do antigo celeiro de Torre de Moncorvo.
A peça intitulada, “A caixinha mágica”, baseada no texto “Era uma noite de Natal”, de Vasco de Sousa, conta-nos a história de uma família típica da atualidade, onde o avô resolve tornar a noite de natal, em algo memorável.
O elenco é o seguinte:Pai – Américo Monteiro ,Mãe – São Lopes
Filho mais velho – António Pires, Filha – Daniela Serra
Filho mais novo – João Almeida, Avô – Camané
Avó – Susana Bailarim/Esperança Moreno
Som e Luzes – Beto Mesquita e Nando
Direção de atores: Nela Costa
Mas não ficamos por aqui. Neste natal, a agenda do Alma de Ferro – Grupo de Teatro vai estar muito preenchida. Assim, dia 10 de Dezembro estaremos no Peredo dos Castelhanos, no salão da Junta, às 15h00. No dia 11 de Dezembro, depois do grande sucesso com a apresentação da peça “Falar a verdade, a mentir”, no mês de Novembro, voltaremos à Touça (Vila Nova de Foz Coa), para apresentar a nossa peça de Natal, às 15h00, no Salão da Junta de Freguesia.
No dia 17 de Dezembro estaremos toda a tarde, na Fundação Francisco Meireles (Torre de Moncorvo).
No dia 18 de Dezembro, Estevais pode contar com a nossa presença na antiga escola primária, por volta das 11h30m e mais tarde, vamos até ao Castedo onde, no Salão da Junta de Freguesia, por volta das 16h00, apresentamos a peça e no final e faremos parte da festa, como já vem sendo hábito.
O nosso périplo termina no dia 21 de Dezembro, com a última apresentação da peça, numa festa organizada pelos serviços da Acção Social e Educativa da Câmara Municipal de Torre de Moncorvo.
Contamos também com a vossa presença e não se esqueça de levar a família, pois a peça é para todas as idades.
Aproveitamos a ocasião para desejar a todos os amigos e leitores dos “Farrapos”, um grande abraço e os mais sinceros desejos de um feliz natal. Que o novo ano traga força, coragem e paz e acima de tudo, muita saúde.
Voltamos em Janeiro com muitas novidades!

Alma de Ferro – Grupo de Teatro

domingo, 4 de dezembro de 2011

FELGUEIRAS - 1436

11-10-1436 -Carta de sentença de D. Duarte, remetida aos Juízes de Torre de Moncorvo, a propósito da recusa de um homem de Felgueiras aceitar o cargo de guarda dos presos.
A.H.M.T.M.

Padre Victor - música de Natal

sábado, 3 de dezembro de 2011

Torre de Moncorvo: Petição com 4250 assinaturas reclama serviço urgência básica

A Comissão de Utentes do Centro de Saúde de Torre de Moncorvo (CUCSTM) vai entregar na Assembleia da República (AR), uma petição com 4.250 assinaturas que reivindica a abertura de um Serviço de Urgência Básica (SUB).
Em declarações à Agência Lusa, o porta-voz da CUCSTM, Adriano Reis, disse que a petição será entregue na próxima semana à presidente da AR, sendo uma cópia do processo enviada a todos os partidos com assento paramentar.
«O objetivo do documento é que o mesmo seja analisado pela comissão de Saúde como forma de alertar a tutela para a necessidade da reabertura do SAP, encerrado desde fevereiro», acrescentou o porta-voz.
 Lusa

Museu de Foz Côa ultrapassou as 50 mil visitas

LINHA DO SABOR - LARINHO